O maior vilão das Redes ópticas FTTH!

As redes ópticas FTTH tem ganhado cada vez mais adeptos entre os ISP´s do Brasil.

A sua alta capacidade de transmissão de dados e a imunidade à interferências externas aumenta e muito a qualidade da internet Banda larga e Ultra Banda Larga.

Porém como toda tecnologia a Fibra óptica também está vulnerável à problemas de instalação e manutenção.

Geralmente os problemas estão ligados a qualificação técnica dos Instaladores e projetistas, além disso a falta de experiência e vícios de técnicos antigos, muitas vezes acabam degradando o padrão de qualidade das redes ópticas.

Existe uma série de variáveis que influenciam na qualidade da rede óptica, mas após anos de estudo em todo Brasil percebi que uma dessas variáveis tem se tornado o Vilão das Redes FTTH.

O cálculo de potência e nível de sinal tem sido praticamente ignorado pelos ISPs na hora de projetar, construir e certificar redes ópticas FTTH.

Deixar o cálculo de potência de lado na hora de dar manutenção nas redes ópticas é praticamente um suicídio para quem quer manter um nível de excelência na entrega de internet de Alta velocidade.

O cálculo de potência tem o poder de mostrar exatamente como a rede óptica deve se comportar, mostrando o nível máximo de sinal em cada “pedaço” da rede óptica.

Logo, se temos uma rede óptica bem projetada e com excelência na verificação do nível de sinal, podemos encontrar facilmente os possíveis problemas que ocorrem dentro da rede FTTH em questão.

Para facilitar o entendimento vou mostrar um exemplo.

Na planilha abaixo vemos qual é o NÍVEL de sinal MÁXIMO que uma rede óptica deveria ter obedecendo as variáveis abaixo:

Faça o download gratuito da planilha clicando aqui.

Aqui podemos ver o Exemplo de uma rede óptica, bem projetada e instalada por um dos alunos da FiberSchool.

Podemos perceber que o padrão de sinal está ligeiramente abaixo do nível de sinal projetado, o que é ótimo. Enxergando a rede por esse padrão podemos facilmente identificar quaisquer problemas de infraestrutura, como cordões, conectores, atenuação etc….

Se formos um pouco mais longe, temos até mesmo a capacidade de prever se algum cliente está com problemas na rede óptica e adiantar a solução de problemas antes mesmo que o cliente reclame.

Como dizemos aqui no sul “Não é possível fazer vinho bom com uva ruim, mas é possível fazer vinho ruim com uva boa”. 

Ou seja,

É impossível ter internet Banda larga ou Ultra banda larga de qualidade, sem infraestrutura de qualidade.

Porém isso não quer dizer que mesmo mantendo o padrão de qualidade a sua internet vai se destacar da concorrência, pois além do nível de sinal da rede FTTH temos vários fatores externos, como link IP, wifi, Roteadores, etc …

Internet de qualidade, necessita rede de qualidade !

P.P

Matheus Marmentini